Insulfilm …………………………………………………………………………

Insulfilm é, na verdade, a marca registrada de uma empresa brasileira, que iniciou suas atividades em 1980 e foi pioneira na instaçação de película escura, que nada mais é que um tecido de policarbonato usado sobre a superfície de vidros automotivos ou arquitetônicos, com a finalidade de escurecê-los ou de mudar suas propriedades de transparência ou de cor. A mania pegou e foi posteriormente proibida por uma resolução do Contran, no início dos anos 90, devido à má qualidade das películas

“genéricas” que foram introduzidas no mercado. Em 1998 a marca conseguiu autorização para voltar a instalar a película em veículos, com transparências moderadas, controladas pelo Contran.

Há quem seja fã de carteirinha da película, sendo por motivos puramente estéticos, seja não conseguindo dirigir e se sentindo incomodado caso o veículo não a tenha, se sentindo exposto, como se estivesse pelado no meio do trânsito.

Outros são absolutamente contra, dizendo que o produto atrapalha a visão noturna, entre outros inconvenientes.

Uns defendem que a segurança do motorista aumenta, pois, por exemplo, se um meliante se aproximar para tentar assaltar o veículo, e os vidros estiverem fechados, ele terá dificuldade em enxergar quem está dentro, desistindo da ação ou abordando outro veículo, que esteja sem a película e onde ele consiga enxergar a vítima. Convenhamos que até o ar condicionado chega a ser um fator de segurança. Imaginem, caros leitores se tivermos 3 carros e um bandido. Um carro com vidros transparentes e abertos, outro com os vidros fechados e com ar condicionado ligado e outro com os vidros escuros pelo uso do insulfilm e ar condicionado ligado. Qual vocês acham que o ladrão irá assaltar primeiro? Obviamente a vítima mais fácil e que aparentemente seja fácil ou seja, aquela que ele pode ver e tenha acesso mais rápido.

Quem é contra rebate essa afirmação, dizendo que “você está seguro enquanto o ladrão está fora do carro”, pois se ele entrar, o film vai dificultar a ação da polícia, pois ninguém vai conseguir enxergar o que está havendo dentro do carro e fica impossível pedir socorro.

Ainda quanto à segurança, no caso dos carros “filmados” estacionados na rua, o ladrão pode quebrar o vidro somente para ver o que tem dentro, o que não acontece com um carro com vidros normais, em que se dá pra ver que não existe CD player, bolsa, dinheiro ou objetos no interior.

Enquanto a visibilidade em dias claros fica melhor com filme escuro, à noite e principalmente na chuva, ela piora bastante, podendo causar acidentes. Isso devido ao fato de que a maioria das pessoas não seguem a norma estabelecida pelo Contran, isto é, as porcentagens de escurecimentos que demonstradas na ilustração do meu texto.

Naturalmente, como tudo na vida, a película de controle solar também evoluiu, existindo hoje filme anti calor, muito útil em lugares quentes, como o Acre, com proteção contra raios UV, o que protege os passageiros e o estofamento e a anti vandalismo, essa última muito útil, tanto para o fim proposto, como em acidentes, onde o vidro quebrado fica grudado na película e não se estilhaça em cima dos ocupantes do veículo.

Outros argumentos que são utilizados por aqueles que são desfavoráveis ao uso do film dizem que: prejudica porque motoristas não podem se comunicar porque não se vêem; um pedestre que vai atravessar a rua na faixa de pedestres não tem certeza se o motorista que se aproxima o vê, por causa do vidro escuro; prejudica a visibilidade através dos vidros, por exemplo, se há um carro com insulfilm parado ao lado em um cruzamento, não pode ver se há carros porque o insulfilm impede a visão. O mesmo acontece com um carro a sua frente visto que bloqueia sua possibilidade de enxergar o que venha a passar na frente desse carro. Os mais antigos chegam a dizer que a polícia vai parar o seu carro com mais freqüência pois não podem ver o que tem dentro (isso já chega a ser um mito não é mesmo? Basta usar do bom senso se você não tem nada a esconder e abrir todas as janelas quando passar por uma Blitz).

A verdade é que a maioria de nós que usamos a película para escurecer os vidros somos “foras da lei” porque duvido muito que todos seguem a norma regulamentadora prevista segundo a Resolução 254 de 26/10/2007 do Contran, onde o uso somente é permitido quando aplicado da seguinte forma: de 28% a 100% para o conjunto dos vidros das laterais traseiras e o vidro traseiro; de 70% a 100% para o conjunto dos vidros das laterais dianteiras e de 75% a 100% para o pára-brisa (opcional). Ressalte-se que os produtos que possuem transparências menores que 28%, não são permitidos pela legislação. A utilização é opção exclusiva do consumidor por sua liberalidade de consumo.

Eu mesmo confesso que me inspirei para escrever a crônica dessa semana para vocês porque resolvi trocar a película de um dos meus carros e observei que estava completamente fora da Lei. Isso porque respiro meu pai NAGANUMA que é Consultor em Trânsito e Transporte Público falando sobre o assunto Trânsito e Transporte, Segurança e Educação no Trânsito, Sinalização e etc. etc. etc. todos os dias. E, se isso não bastasse, ainda preciso “agüentá-lo” (risos) aos sábados falando sobre o tema no Jornal A Gazeta. E agora chegando ao final de mais uma crônica para o amado Jornal O Rio Branco me vejo escrevendo sobre Resolução do Contran??????????? NÃO ACREDITO!!!!!

Brincadeiras à parte, gostaria de dizer que apesar dos posicionamentos a favor e contra ao uso do “insulfilm”, eu particularmente gosto e uso bastante, por segurança, por privacidade, para evitar a excessiva luminosidade em razão de vivermos em um país tropical, pelo enorme calor em nosso país especialmente no Acre, porque acho bonito e na maioria dos casos procuro seguir o estabelecido pelas normas do Contran, até porque não quero ser vítima de uma multa por aí.

Por fim, já que tratei de Contran, faço questão de elogiar o excelente trabalho que vem sendo realizado pela Diretora Geral do Detran – AC Dra. Sawana Carvalho acertadamente escolhida pelo nosso nobre Governador Tião Viana. Dra. Sawana Carvalho nesses 10 primeiros meses de governo com absoluta certeza já estampou sua marca no Governo, e, com absoluta certeza não apenas estampou, como deixará carimbado e serigrafado seu nome ao final dos 4 anos do mandato do querido Governador Tião Viana.

Cada um tem sua opinião, mas eu acredito que ainda existam mais prós do que contras.

Um ótimo domingo e um excelente início de semana a todos vocês!!!

mathias@mn11.com.br

HTTP://www.twitter.com/grupomn11

www.mn11.com.br

Meu Twitter Pessoal: @MathiasNaganuma

http://www.twitter.com/mathiasnaganuma

http://www.mathiasnaganuma.blogspot.com

http://www.mathiasnaganuma.com.br

Leave a Comment